Dia Internacional do Trabalho

 In

O primeiro dia do mês de maio marca a celebração ao trabalho, instrumento direto de sustento à economia de uma nação.

Em 1924, no Brasil, o dia primeiro de maio foi escolhido como o Dia do Trabalhador. Após 19 anos, em 1943, o então presidente Getúlio Vargas assina o Decreto-Lei nº 5.452 que garantiu direitos básicos como salário mínimo, duração da jornada de trabalho, dentre outros benefícios, alterando a data para “Dia do Trabalho”.

Por que primeiro de maio?

Foi por causa de uma greve de trabalhadores ocorrida em 1886, em Chicago, nos Estados Unidos da América, reivindicando jornada de 8 horas por dia, numa época em que a carga horária era de 16 horas.

No Brasil, há indícios históricos que registram manifestações operárias já no fim do Século XIV.

Somente no Brasil se comemora a data?

O Brasil não é o único país no mundo a comemorar o primeiro dia do quinto mês, nações como México, África, Rússia, Índia e China, entre outros, também celebram a data.

É importante salientar que essa data deve ser comemorada não com um viés político ou de classes sociais, antes, devemos compreender a importância da roda econômica saudável com gerações de empregos.

Curiosidades a respeito do Dia do Trabalhador pelo mundo

  • Nova Zelândia – a celebração pelo Dia do Trabalhador acontece na 4ª segunda-feira de outubro, homenageando trabalhadores locais que também lutavam por leis trabalhistas em sua época.
  • Austrália – não há uma data específica, variando de região para região.
  • Estados Unidos e Canadá – festeja-se o marco histórico na primeira segunda-feira de setembro.

Em todo o mundo temos registros de manifestações em prol de melhores condições de trabalho, seja através da Revolução Industrial e operária, seja por outras frentes que lutavam por “justiça” em seus gritos de “liberdade”.

Fique com a frase de Joel Thrinidad, norte-americano, escritor de diversos best sellers:

“Todo trabalho por mais árduo que seja, termina em sonho. Todo trabalhador por menor que seja, termina grande”.