Guia do Síndico

 In

O Síndico é o representante legal do condomínio, cabendo a ele administrar finanças, cuidar das áreas comuns, gerir conflitos… Listamos abaixo as principais atribuições, que são fundamentais para a gestão e pleno funcionamento do condomínio:

  • Exercer a gestão interna do condomínio, podendo contratar uma administradora para auxiliá-lo nessa função;
  • Selecionar, admitir e demitir funcionários, fixando-lhes os salários de acordo com a verba do orçamento aprovado em assembleia, respeitando o piso salarial das funções, baseando-se no dissidio coletivo da categoria do exercício;
  • Escolher com critério empresas prestadoras de serviços para manutenção preventiva e para execução das obras necessárias ao condomínio;
  • Convocar as assembleias gerais dos condôminos, respeitando os critérios estabelecidos na convenção;
  • Representar, ativa e passivamente, o condomínio, praticando, em juízo ou fora dele, os atos necessários à defesa dos interesses comuns;
  • Dar imediato conhecimento à assembleia da existência de procedimento judicial ou administrativo do condomínio;
  • Cumprir e fazer a convenção, o regimento Interno e as determinações das assembleias do condomínio;
  • Diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns, além de zelar pela segurança dos condôminos;
  • Elaborar a previsão orçamentária de cada período, aprovar em assembleia e respeitá-la;
  • Cobrar e arrecadar dos condôminos as suas contribuições (quotas-parte, despesas ordinárias, extraordinárias e fundos de reservas), sempre com os critérios estabelecidos na convenção e assembleias;
  • Prestar contas na assembleia geral ordinária do condomínio, ou quando for necessário;
  • Guardar toda documentação administrativa, bancária, técnica, fiscal, previdenciária e trabalhista do condomínio;
  • Contratar seguro de toda a edificação contra o risco de incêndio ou destruição total ou parcial;
  • Aplicar e cobrar as multas estabelecidas na Lei, na Convenção ou no Regimento Interno de forma amigável e se for necessário judicialmente;
  • Fazer reuniões periódicas com os demais membros da administração para tratar os assuntos de interesse do condomínio, mantendo assim uma administração coesa. Mantendo todos informados das ações tomadas para o bem comum.

Em caso de condomínios que possuem administradoras na gestão financeira, o síndico é a ponte direta dos moradores com a empresa. O síndico também pode contar com o auxílio do Conselho Consultivo e Fiscal, para assessorá-lo na tomada de decisões em relação ao condomínio.

Não deixe de ler o Guia do Síndico completo, entre em nosso site www.protel.com.br , faça o login na área do síndico e baixe o material.