Já pensou em ter uma horta no seu condomínio?

 In

As hortas comunitárias estão sendo cada vez mais comuns, tendo em vista a maior adesão de produtos orgânicos e a busca por uma alimentação saudável. Uma vez realizada em condomínios, elas embelezam os espaços e ainda são úteis aos moradores, além disso, é possível desenvolver atividades educativas com as crianças, visando aprimorar os cuidados com as plantas e o incentivo à alimentação saudável. Abaixo elencamos alguns benefícios e soluções para a realização da Horta Comunitária:

 

Reaproveitamento do Lixo orgânico: conforme já mostramos aqui no Protel Plus, é possível transformar o lixo orgânico (resto de comida, casca de frutas e legumes) do próprio condomínio em adubo para plantas, através da prática da compostagem. O processo natural pode durar 30 dias, com a ajuda de enzimas é possível reduzir este tempo para poucas horas.

Reutilização da água: Para proporcionar ainda mais economia, a rega das hortaliças pode ser realizada com água captada através da chuva e armazenada por meio de cisternas. Alguns lugares também utilizam água de reuso (após devidos tratamentos), mas existem especialistas que indicam este tipo de rega especificamente para plantas decorativas.

Aproveitamento dos espaços: A horta pode ocupar e dar vida a espaços pouco utilizados nos condomínios, mas se o problema for a falta de espaço, é possível fazer a horta vertical. Há vários métodos para desenvolvê-la. Existem no mercado uma espécie de “bolso” ou “mochila” onde é possível cultivar plantas de pequeno e médio porte, como por exemplo: ervas aromáticas. Cada uma possui tamanho médio de 60 cm x 34 cm. É impermeável, o que viabiliza a retenção de água que lhe garante uma maior autonomia na rega, e impede a passagem de água para a parede, evitando manchas.

Para realizar o projeto da horta é importante ter a aprovação dos demais moradores, definindo inclusive as regras para utilização da mesma. Lembre-se de escolher um espaço com bastante incidência do sol para que as espécies plantadas cresçam saudáveis. É importante regar diariamente, de preferência pela manhã, retirar as plantas daninhas que tendem a crescer em volta e realizar controle de pragas sem agrotóxico, utilizando de preferência métodos naturais, tais como: chorume de decomposição orgânica e sabão de coco, entre outros.