Seguro condominial

 In

O seguro condominial é de contratação obrigatória por lei, conforme o artigo 1.346 do Código Civil (É obrigatório o seguro de toda a edificação contra o risco de incêndio ou destruição, total ou parcial), bem como previsto em capítulo específico nas convenções. Trata-se de uma responsabilidade de primeira ordem do síndico e deve ser renovado anualmente.

Ter um controle formal sobre a data de vencimento da apólice com um alerta na agenda de pelo menos de 1 mês de antecedência é uma boa prática de gestão, permitindo ao síndico o tempo adequado de tomada de preços e análise de coberturas, sem a pressão de prazo para renovar.

Entretanto, recomenda-se que as coberturas do seguro sejam além do previsto em lei, ou seja, um elenco de quesitos/riscos aos quais a operação e administração condominial se submete e que efetivamente cubra danos provenientes de sinistros, tais como: raio, explosão, queda de aeronaves, danos elétricos, vendaval, impacto de veículos, quebra de vidros, roubo, bem como responsabilidade civil do condomínio e do síndico.

Outro fator-chave é a forma de cálculo das coberturas para evitar sub ou superdimensionamento.

Por exemplo, no caso de incêndio e destruição total, para se calcular o valor que será pago no seguro do condomínio é utilizado como base o valor necessário para a sua reconstrução de acordo com o índice CUB (Custo Unitário Básico da construção) ou o preço por metro quadrado. A indenização, em caso de sinistro, estará limitada ao valor de reconstrução do edifício e não inclui o terreno. Muitos imaginam que a melhor forma de cálculo seria pelo somatório dos valores de venda das unidades autônomas. Para evitar esse tipo de equívoco, a orientação é sempre cotar o seguro com a assessoria de um especialista.

Em adição, solicite propostas de 3 seguradoras de boa reputação, estrutura e atuação no mercado condominial. Esse procedimento permitirá a comparação das melhores coberturas, franquias e condições comerciais.

Por fim, aconselhamos também que o síndico compartilhe com o colegiado diretivo (conselheiros) as coberturas e valores a cada renovação. Isso permitirá a soma de visões e a representatividade dos condôminos nessa tão importante decisão.

Reunindo todos esses procedimentos, o síndico terá o assunto SEGURO sempre bem conduzido e fazendo a sua parte com excelência.